Como fazer Pomadas Caseiras e Balms Artesanais

Método em 6 passos simples para fazer pomadas caseiras e balms artesanais

Como fazer Pomadas  Caseiras e Balms Artesanais

Você tem interesse em fazer pomadas caseiras e balms artesanais? Então você está no lugar certo!

Neste artigo vou te ensinar como fazer pomadas caseiras e balms artesanais com uma receita simples e flexível.

Vamos falar sobre a diferença entre pomadas e balms e as proporções de cera e óleo usadas em cada um. Também vamos falar dos vários óleos ou ceras que você pode usar, incluindo opções veganas.

Por fim, vou mostrar como personalizar e aprimorar uma receita básica de pomada caseira e de balm artesanal usando óleos infundidos com ervas e ingredientes opcionais que você pode incluir, como manteiga de cacau, manteiga de karité e óleos essenciais.

As possibilidades são inúmeras: pomada de lavanda luxuosa, pomada de calêndula calmante, balm de rosa mosqueta, balm de confrei, balm de erva de passarinho, deliciosos balms labiais…

E, é claro, não poderiam faltar as pomadas caseiras medicinais, tais como, pomada caseira para queimaduras, pomada caseira para assaduras, pomadas para dermatite e muitas outras que podem ser feitas com ervas medicinais.

Depois de ler este guia e entender o básico, as opções do que você pode criar dependem apenas da sua criatividade e disposição.

Pomada e Lip Balm caseiros

Qual é a diferença entre uma pomada e um balm?

Pomadas e balms são muito semelhantes.

Ambos são feitos combinando óleo e algum tipo de cera e/ou manteiga como agente espessante, resultando em uma mistura semissólida e espalhável, para aplicar na pele.

Pomadas e balms são tão parecidos que muitos fitoterapeutas e entusiastas do “faça você mesmo” usam os dois termos e receitas de forma relativamente intercambiável.

Tecnicamente, a principal diferença entre um balm e uma pomada é que as pomadas são ligeiramente mais macias, enquanto os balms são um pouco mais firmes.

Portanto, as receitas caseiras de balm costumam ter uma proporção maior de cera que as pomadas, tornando-os mais firme.

As pomadas, por outro lado, levam uma quantidade menor de cera. Ou seja, você pode brincar com as proporções para conseguir a consistência desejada.

Os balms são melhores para criar uma barreira natural duradoura na pele e reter a umidade. Enquanto as pomadas, que são mais espalháveis, são excelentes para hidratar a pele ou tratar condições específicas.

Além disso, a textura mais sólida dos balms permite que eles possam ser embalados em uma variedade de recipientes, incluindo tubos de papelão ou plástico de empurrar, para aplicação labial.

Já as pomadas, por sua consistência mais suave, são mais bem armazenadas em latas, potes de vidro e outros recipientes baixos e largos que permitam molhar os dedos facilmente.

Materiais Básicos para Fazer Pomadas caseiras ou Balms

  • Óleo simples ou óleo infundido com ervas de sua escolha, como óleo de oliva, óleo de amêndoas doces ou óleo de jojoba (veja mais detalhes a seguir);
  • Cera de abelha ou outra cera de sua escolha;
  • Ingredientes opcionais, como manteiga de karité, manteiga de cacau, vitamina E oleosa ou óleos essenciais
  • Um recipiente duplo para cozimento em banho-maria, que permite que os ingredientes da pomada aqueçam e derretam de maneira uniforme, sem superaquecer ou queimar. Considere também a opção de usar um fogão elétrico com controle de temperatura. Você também pode improvisar colocando uma panela menor ou uma tigela resistente ao calor dentro de uma panela ligeiramente maior na qual vai água a ferver.
  • Copos de medição e/ou balança de cozinha digital
  • Recipientes para armazenar o produto, como latas de pomada, pequenos potes de vidro (de 30 a 60 gramas aproximadamente), tubos de balm labial ou outro recipiente que atenda o uso com praticidade.
  • Um pequeno jarro resistente ao calor, copo de vidro com bico de despejo ou funil de confeitaria para encher os recipientes.

Compreendendo as Proporções de Cera para Óleo em Pomadas e Balms

Para fazer uma pomada ou balm, basta aquecer 1 parte de cera de abelha com 3 a 5 partes de óleo natural de sua escolha em banho-maria ou fogão elétrico e misturar bem, até que estejam homogeneizados.

Por exemplo, ¼ de xícara de raspas de cera de abelha para uma 1 xícara de óleo, ou 1 xícara de cera de abelha para cada 3 a 5 xícaras de óleo.

Para criar um balm firme, experimente uma proporção de 1 parte de cera para 3 partes de óleo. Já uma proporção de 1 para 4 é ótima para uma pomada padrão, enquanto uma proporção de 1 para 5 criará uma pomada mais macia e espalhável. Você até pode usar uma proporção de 1:6, o que resultará em uma pomada extra macia e pegajosa. Lembre-se de que, se acrescentar outros óleos, precisará aumentar a quantidade de cera para que a pomada endureça adequadamente.

Ajuste a receita para cima ou para baixo, conforme necessário, usando as proporções recomendadas como referência. Observe que outros tipos de ceras naturais requerem proporções ligeiramente diferentes das da cera de abelha, como será explorado na seção sobre “ceras alternativas”, um pouco mais a frente. Tenha em mente que a adição de outros ingredientes, como manteigas, também influenciará na textura.

O melhor resultado sempre será alcançado fazendo testes, pois as possibilidades de ingredientes são muitas e seria praticamente impossível eu cobrir todas num único artigo.

Eu recomendo que você anote as quantidades usadas em cada preparação para que você possa repetir a receita no futuro.

Receita Básica de Pomada Caseira

  • ¼ de xícara de raspas de cera de abelha
  • 1 xícara de óleo, simples ou infundido com ervas.
  • Opcional: 1 a 2 colheres de sopa de manteiga de karité, manteiga de cacau ou manteiga de manga
  • Opcional: Até no máximo 1 colher de chá de óleos essenciais para uma pomada com fragrância muito intensa. Para a maioria das pomadas, recomendo usar menos óleos essenciais. Algo em torno de 10 a 25 gotas. A Lavanda, a camomila-romana, o eucalipto, o alecrim e o hortelã-pimenta são algumas opções populares.
  • Opcional: ½ colher de chá de vitamina E oleosa

Essa receita rende um pouco mais de 1 xícara de pomada pronta (cerca de 300 gramas, ou 6 potes de 50 gramas).

A seguir, vamos explorar os vários tipos de óleos, óleos medicados (infundido com ervas), ceras e ingredientes opcionais que podem ser usados para incrementar suas receitas de pomada ou balm.

Ingredientes para Pomada ou Balm Artesanal

Óleos

Para fazer uma pomada ou balm, você pode usar qualquer óleo natural de alta qualidade. Ou, ainda, uma combinação de dois ou mais!

Óleo de amêndoas doces, óleo de jojoba e óleo de argan são alguns que eu recomendo. Óleo de oliva, óleo de coco, óleo de abacate e o óleo de girrassol também são escolhas populares.

O uso de óleo de coco, que é sólido à temperatura ambiente, aumentará a firmeza geral da sua pomada, enquanto o óleo de coco fracionado, que é líquido, se comportará como qualquer outro óleo.

Use os óleos in-natura ou infunda-os com ervas para pomadas com fins curativos ou regeneradores. Neste caso, sugiro usar óleos prensados a frio, virgens e orgânicos sempre que possível, pois eles não contém aditivos químicos, são mais puros e mantém as propriedades naturais.

Cera de Abelha

A cera de abelha é o tipo mais comum de cera usada para fazer pomadas ou balms. Ela é facilmente disponível, fácil de trabalhar e proporciona uma textura suave que é ideal para pomadas e balms. Além disso, estudos mostram que a cera de abelha é naturalmente antimicrobiana, antifúngica, anti-inflamatória e tem a capacidade de acalmar e proteger a pele e reter a umidade.

Alternativas de ceras veganas para pomadas caseiras ou balms artesanais

Além da cera de abelha, é possível fazer pomadas ou balms com outras ceras naturais de origem vegetal. Por exemplo, a cera de soja, a cera de carnaúba e a cera de candelilla são opções de ceras de origem não animal que podem ser usadas para substituir a cera de abelha.

No entanto, isso pode exigir um pouco de experimentação de sua parte, pois essas ceras podem proporcionar resultados diferentes da cera de abelha.

A cera de soja é uma opção especialmente fácil e direta para substituir a cera de abelha em qualquer receita de pomada (proporção de 1 para 1). Recomendo usar cera de soja orgânica, se possível, pois a soja convencional é conhecida pelo uso intensivo de pesticidas e pode conter resíduos químicos indesejados.

Certifique-se também de escolher cera de soja de uso cosmético ou alimentar, pois as destinadas a fabricação de velas e artesanato não devem ser usadas em pomadas e balms.

A cera de candelilla é mais firme do que a cera de abelha, portanto, use um pouco menos em sua receita de pomada. Experimente uma parte de cera de candelilla para 5 ou 6 partes de óleo.

Esteja ciente que produtos feitos com candelilla têm maior probabilidade de apresentar rachaduras. Além disso, ela tem um ponto de fusão muito alto, portanto, provavelmente será o último ingrediente a derreter em sua panela.

A cera de carnaúba é a mais firme de todas e ainda mais propensa a rachaduras. Experimente uma parte de cera de carnaúba para cada 6 a 8 partes de óleo para criar uma pomada suave e espalhável e uma proporção de 1:5 para um balm mais firme.

Você também pode adicionar manteiga de karité ou manteiga de cacau para melhorar a textura da pomada caseira ou balm artesanal feito com a cera de carnaúba.

Ingredientes Opcionais

Óleo infundido com ervas

Óleos simples e de alta qualidade, como óleo de amêndoas doces, óleo de oliva ou óleo de jojoba, por si só nutrirão e hidratarão a pele. No entanto, você também pode infundir ervas secas em óleo antes de fazer a pomada e, assim, combinar os benefícios terapêuticos e curativos de ambos!

óleo infundido com ervas - imagem ilustrativa

Lavanda, camomila, alecrim, calêndula, cânhamo, confrei, mil-folhas, erva-de-passarinho, frutos de rosa-mosqueta ou pétalas de rosa são algumas excelentes escolhas. E cada uma traz suas próprias propriedades para a pomada ou balm de ervas!

Se você ainda não conhece os incríveis benefícios terapêuticos e os usos das ervas, eu recomendo muito o livro “A Bíblia Perdida dos Remédios Naturais”.

Nele você encontrará detalhes sobre centenas de ervas e mais de 600 aplicações medicinais que você pode usar na forma de chá, óleo medicado, tintura, xarope, emplasto e, é claro, fazer pomadas e balms para uso tópico. 

Para fazer óleos infundidos com ervas existem dois métodos.

O primeiro é o que chamamos de “método a frio”. Nele você deixará as ervas secas em óleo por 6 a 8 semanas. Lentamente os princípios ativos das ervas serão incorporadas ao óleo.

O segundo é o “método a quente”, no qual aquecemos levemente o óleo em um fogão elétrico com controle de temperatura ou em banho-maria. A temperatura não deve ultrapassar os 90 graus Celsius, sendo preferível manter a temperatura entre 60 e 75 graus. Não frite as ervas no óleo, pois causará a degradação e evaporação dos princípios ativos. Deixando as ervas de 3 a 4 horas em infusão a quente será suficiente para obter um óleo infundido com ervas para usar nas suas pomadas e balms.

Você pode encontrar mais detalhes dos processos de uso das ervas medicinais no livro “Guia de Preparações Medicinais” que acompanha a “Bíblia Perdida do Remédios Naturais”

Depois que seu óleo estiver infundido, coe para retirar as ervas. Eu gosto de aquecer levemente o óleo para ele ficar mais líquido e passar mais facilmente pela peneira.

Manteigas: Manteiga de Karité, Manteiga de Cacau e Manteiga de Manga

Manteigas podem tornar as pomadas e balms extra suaves, cremosos e nutritivos!

No entanto, o uso excessivo pode influenciar negativamente a consistência do produto, tornando-o muito macio, granulado ou com rachaduras à medida que seca.

Usando a receita básica de pomada caseira que compartilhei acima, comece com apenas uma pequena quantidade de manteiga (cerca de 1 ou 2 colheres de sopa de manteiga por xícara de óleo) e, depois, ajuste sua receita conforme os resultados.

A Manteiga de Karité é altamente hidratante e rica em vitaminas, minerais, ácidos graxos essenciais e polifenóis. Estudos confirmam que a manteiga de karité possui potentes propriedades anti-inflamatórias, antienvelhecimento e antioxidantes. Ela também ajuda na reparação da barreira cutânea. A manteiga de karité tem um alto ponto de fusão, então pode ser a última a derreter completamente.

A Manteiga de Cacau é um poderoso o hidratante que repõe a barreira protetora natural da pele, selando-a contra o ressecamento. Assim como a manteiga de karité, a manteiga de cacau é rica em ácidos graxos, minerais, polifenóis e antioxidantes. Quando usada em pomadas e balms, a manteiga de cacau também tende a ser absorvida pela pele de maneira agradável, sem deixar uma sensação oleosa.

A Manteiga de Manga contém ácidos graxos benéficos, antioxidantes, vitaminas e minerais semelhantes aos  das manteigas de karité e a manteiga de cacau. No entanto, a manteiga de manga é incrivelmente rica em Vitamina C, que atua como antioxidante, estimula a produção de colágeno e reduz os danos causados pelo sol e o envelhecimento. Além disso, ela é altamente hidratante.

Vitamina E oleosa

Eu costumo adicionar vitamina E nas minhas pomadas caseiras e balms artesanais por duas razões.

A primeira é que ela aumenta a durabilidade do produto ao evitar a oxidação causada pelo oxigênio presente no ar. A oxidação é o que torna as gorduras rançosas depois de um certo tempo.

O segundo motivo é que a sua enorme capacidade antioxidante protege a pela e trata uma variedade de problemas cutâneos. Como a vitamina E é um grande destaque nos cuidados com a pele, vale muito a pena incluí-la nas suas preparações, potencializando seus efeitos terapêuticos.

Assim como os óleos essenciais, a vitamina E oleosa é altamente concentrada. Um pouco faz bastante diferença! Uma receita de pomada ou balm com não mais do que 0,5% a 1% de óleo de vitamina E é suficiente. Você pode usar cerca de ½ colher de chá de óleo de vitamina E por xícara de óleo.

Óleos Essenciais

Os óleos essenciais são extraídos das plantas por um processo de destilação chamado de “arrasto por vapor”. Em outras palavras, os componentes bioativos das plantas são separados dos demais compostos, resultando em óleos extremamente concentrados.

Óleos essenciais podem contribuir muito para uma pomada caseira ou balm artesanal, seja por seus efeitos medicinais ou aromáticos.

Como a maioria dos óleos usados para preparar pomadas e balms tem pouco odor, acrescentar óleos essenciais a sua receita elevam o nível de suas preparações ao conferir odores marcantes e agradáveis. E isso é especialmente importante se você pretende gerar uma renda extra com suas preparações.

Como falei anteriormente, os óleos essenciais também oferecem benefícios terapêuticos únicos quando usados topicamente. Por exemplo, os óleos essenciais de camomila e lavanda são excelentes para acalmar nervos e problemas de pele, enquanto os refrescantes óleos de hortelã-pimenta e eucalipto são revigorantes, antibacterianos e podem ajudar a desobstruir os seios nasais.

Precauções com Óleos Essenciais

É importante lembrar que os óleos essenciais são muito concentrados e não devem ser usados diretamente na pele. A quantidade máxima de óleo essencial que pode ser usada é de 2 a 3%. Na prática, isso significa que para 1 xícara de óleo carreador, o máximo que se pode adicionar de óleo essencial é 1 colher de chá. Na maioria das minhas receitas, eu uso muito menos.

A propósito, se você quiser receitas prontas e já testadas por mim, acesse este link.

Voltando aos cuidados que devemos ter com ao usar óleos essenciais, tenha especial cuidado com óleos essenciais fotossensíveis, tais como os de limão, toranja, bergamota, mandarim, lima e laranja amarga. Quando expostos ao sol eles podem causar queimaduras e manchas escuras na pele.

Ainda, os óleos ditos “quentes”, como canela, capim-limão, cravo, orégano e cássia podem ser irritantes para pessoas com pele sensível. Então, eu recomendo que se faça um teste em uma área bem pequena do antebraço antes de usar amplamente.

Quais óleos essenciais são os melhores para pomadas e balms?

Dentre os vários óleos essenciais usados em pomadas caseiras e balms artesanais, podemos salientar os de lavanda, laranja-doce, camomila-romana, hortelã-pimenta, tea tree, eucalipto, gerânio, sândalo, cedro, jasmim, rosa, capim-limão, sálvia, olíbano, ylang ylang, baunilha e alecrim. Use um sozinho ou experimente misturar dois ou três.

Dica extra: Equilibre aromas doces, amadeirados ou florais com um aroma mais herbáceo ou cítrico, como lavanda mais eucalipto ou alecrim, camomila mais capim-limão, sândalo ou cedro mais hortelã-pimenta, ou jasmim mais laranja-doce.

Quando usamos óleos essenciais com o objetivo de aromatizar pomadas, estamos fazendo um trabalho criativo e artístico! E isso pode exigir alguma experimentação para encontrar a quantidade e a mistura certa de óleos que atendam aos resultados desejados.

Portanto, sugiro começar devagar. Faça uma pequena quantidade de pomada caseira com um ou dois óleos essenciais e ajuste gradualmente conforme necessário (e não se esqueça de anotar as quantidades para não se perder).

Passo a passo para Fazer uma Pomada caseira ou Balm

Despejando a pomada caseira nos recipientes

Por fim, aqui estão as etapas para fazer pomadas caseiras ou balms, sejam eles medicinais ou apenas para cuidados pessoais.

Antes de tudo, deixe todos os seus ingredientes separados e os equipamentos limpos e prontos. Você vai querer trabalhar rapidamente assim que a mistura derreter!

  • 1. Meça e/ou pese o óleo, a cera e a manteiga (que é opcional) e adicione-os a panela para aquecimento. Se for usar um banho-maria, certifique-se de colocar água suficiente na parte inferior para que a parte superior fique imersa na água.
  • 2. Aqueça os ingredientes em fogo médio e vá mexendo até que todos estejam completamente derretidos e bem misturados. Não cubra a panela enquanto estiver aquecendo, porque qualquer condensação de água na tampa pode pingar na mistura e comprometer o resultado.
  • 3. Desligue o fogão e remova do fogo antes de adicionar os óleos essenciais e a óleo vitamina E. Os óleos essenciais são muito voláteis por natureza e, portanto, se dissiparão rapidamente em alta temperatura.
  • 4. Enquanto ainda estiver quente, despeje cuidadosamente o líquido nos recipientes de armazenamento de sua escolha. Se você tiver um jarro de vidro ou metal com bico, podes transferir a mistura da panela para ele, o que facilitará o despejo nos recipientes.
  • 5. Se a mistura começar a endurecer antes de terminar de despejar, basta voltar ao fogo para amolecer novamente.
  • 6. Uma vez que a pomada ou balm tenha esfriado e endurecido completamente, adicione as tampas e rótulos. Sempre anote a data de fabricação para controlar a validade.

Dicas Para Facilitar a Limpeza

Agora que você já terminou sua produção de pomadas caseiras ou balms, chegou a hora de limpar seus materiais, o que pode ser um tanto difícil devido a solidificação da cera.

Para tornar este trabalho mais fácil, limpe imediatamente a panela com um papel toalha. Se o resíduo de cera começar a endurecer no interior, aqueça levemente a panela para liquefazer a mistura e facilitar a limpeza. Após remover o excesso, lave com água quente e sabão.

E assim terminamos!

Espero que tenha gostado deste verdadeiro manual sobre como fazer pomadas caseiras e balms. E, também que se sinta preparada e empolgada para fazer suas primeiras preparações.

Como eu disse, quando você se aventurar e sentir confiança no processo, as opções são realmente infinitas. Ainda, podem ser uma fonte de renda extra ao vender sua produção para amigos e vizinhos.

Se você gostou deste artigo, compartilhe nas redes sociais e com seus amigos.

E não esqueça de conferir os outros artigos do meu blog.

Abraços,

Prof. Dr. Jaime Figueiredo